quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Estar grávida é...

Uma coisa louca!
Vomitar, vomitar muito.
Ficar meio tam tam ao descobrir que a gestação tem 40 semanas, não só 9 meses como todo mundo fala.
Se pegar imaginando como vão ser os olhos, o rosto, o cabelo...
Contar os dias para o ultrasson e depois que chegar contar os dias para o próximo.
Aprender a distinguir o bebe nas manchas do ultra.
Ler horrores sobre gravidez.
Pular o capítulo do parto (é tão cedo para pensar nisso) 
Torcer para ficar barriguda.
Descobrir uma capacidade de sentir tudo ao mesmo tempo, do choro a alegria intensa, tudo isso em 5 min.
Reparar como o marido vai ficar lindo como pai, e perceber que ele foi o homem que te presentiou com tamanha alegria.
Rir sozinha imaginando o futuro, mesmo que ele não seja tãããão próximo.
Estar grávida é uma doideira, é um misto de sensações, é inebriante...
Um beijo a todos, uma ótima quarta.
Júlia Rossi

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Apareceu a Margarida!

   Como sinto quando fico tanto tempo sem escrever, é que as vezes não sei o que postar e também não quero ficar só reclamando, pois aqui é um espaço onde quero contar minhas alegrias e tudo mais. Depois que recebi o resultado dos exames fui visitar o médico e descobrimos que a minha bendita infecção urinária estava crítica e que precisava de tratamento urgente, fui medicada, estou tomando soro dia sim e dia não, fizemos o exame de coombs indireto e graças a Deus o resultado estava correto, ainda estou vomitando horrores, mas só cedo, a tarde e a noite eu consigo levar bem embora o enjoo. Quando quero fugir de tudo isso, tento pensar prá frente, fico imaginando o rosto, as covinhas, as risadas, penso em tudo e dá certo. Completei 10 semanas, que Deus esteja na frente e me dê toda força possível e necessária pois agora só faltam 30 semanas... kkkkkkkkkkkkkkkkk
Um beijoo, eu prometo ser mais presente!!!
Júlia Rossi

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Só quem passa que sabe!

   Quando a gente não está grávida tudo é maravilhoso! Roupas de bebês, os próprios bebês sorrindo para você, acessórios, fraldas, tudo parece um sonho para as futuras mamães. Aí, o teste da positivo, no início da aquele frio na barriga, um certo medinho que só quem passa sabe, o pai do bebe ainda está meio grogue com a notícia, então você vomita pela primeira vez e acha incrivelmente lindo, significa que está tudo bem e bla bla bla, mas a coisa se repete no próximo dia, e no próximo, e no próximo e os próximos dias se tornam semanas, eu não me lembro qual foi a última vez que acordei sem antes visitar o banheiro. Eu ja estou me irritando, as vezes não sei o que fazer, tomo remédios, tento dormir, mas é sempre a mesma coisa, e meu médico me disse: "Não tem o que fazer Júlia, tem que vomitar. Mas fique tranquila, é normal e está tudo bem!". Mas o tempo passa e você faz a primeira ultra, aí gente tudo fica mais lúcido, naquele momento, só naquele momento, você esquece das dores, do vômito, da insônia, dos medos, de dez idas ao banheiro de madrugada... Não a nada que pague o tum tum tum do coração, a cara de felicidade do marido, e os sorrisos que arrancamos quando mostramos a primeira foto onde você jura que enxerga alguma coisa... É mulherada, só quem passa sabe... Que Deus me dê força nessa gravidez e esteja sempre do meu lado. Amém!!!
Beijooo
Ótima quarta!
Júlia Rossi

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Acredita em simpatia???

      Fui pra casa da minha sogra fim de semana e fizemos a tal da simpatia da agulha para ver o que era o bebê, kkkkkkkkkkkk. Não sei se acredito nessas coisas, mas, se for verdade, vem um menino por aí. As pessoas me olham e dizem que parece homem pois a barriga está pontuda, outras dizem que o menino judia mais da mulher por isso eu estou passando tão mal... Bendito senso comum! Já minha irmã, a tia coruja, jura que é uma menina, coitada é uma das poucas da lista que acha que vem uma princesinha por aí. Acreditando ou não vai saber, vai que a tal da simpatia de certo, mas, vamos aguardar o ultra mesmo, por enquanto eu me contento com as roupinhas brancas, verdinhas e vermelhas, fazer o que.
Beijoos a todos!
Uma ótima semana!

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Palavra de quem sabe! :)

      Oi gente, tudo bem? A mamãe "tá" meio sem saber o que escrever, então eu entrei em cena para contar como vão as coisas. Ela ta morrendo de azia e enjoo, o papai ta hiper feliz, no sábado eles compraram minhas primeiras roupinhas e eu já ganhei presente. A tia Camila e a tia Jú babam, as colegas de faculdade da mamãe ficaram bobas, as vovós ainda estão processando a novidade. Eu ainda sou tãaoo pequeno e todo mundo fala de mim. Aqui dentro a coisa é tranquila, não tem muito o que fazer, e pelo jeito vai demorar porque eu ouvi a mamãe dizer que eu só chego em abril, junto com o tio Rafa, com a tia Thelma, com o Enzo... Já que é assim, vou ficar por aqui mesmo, dizem que aí fora é mais frio, a gente tem que tomar banho, aprender a andar e tudo mais, só de pensar já me dá preguiça!
Um Beijo do bebê!!!

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Inspiração: Mudança

    Bom dia gente! Quinta-feira, hoje é dia de faculdade e é também o dia da semana que fico quebrada, amanhã eu venho trabalhar em pedacinhos, rsrsrs exagero da minha parte. Bem depois de um ano de blog eu decidi que mudaria tudo, eu amo blogs de mãe, e eu sei que existem milhares mais todas querem guardar cada minuto do filho pequeno, e é o que eu pretendo fazer por aqui, os primeiros exames, o parto, o nascimento, as fotos, literalmente tudo. Preciso ir que já tenho muito o que fazer!!!
Beijos da nova mamãe! :)
Julia Rossi

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Minha mãe é pãe!

    A minha PÃE  tem cabelo na altura do ombro, mas, ela prefere um chanel, deve ter uns 1,62 de altura, pois ela não é mais alta que eu, usa manequim 40, tem corpo de mocinha, pique de adolescente, sorriso de criança, 40 anos assumidérrimos, ela ama cremes para o corpo, para mãos, para ela não interessa, ela toma banho de perfume e prefere as notas a madeiradas, ela ama de paixão Humor 5 da natura, ela chegou numa cidade nova para começar a vida com 4 filhos, o mais velho com 9 e o caçula com dois, ela deu a cara a tapa, não teve medo de errar, fez o que era para ser feito, ela curtiu os quatro, embora do jeito dela claro. Ela me ensinou coisas que certamente eu levarei para a vida inteira, ela me ensinou a levantar a cabeça, a amar os outros, a cuidar da casa, a dividir, a dar sempre mais de mim, a ter responsabilidade. Tudo bem ela tinha os modos doidos e as siglas para ensinar, por exemplo: Todas as roupas no chão significavam que o guarda-roupa devia ser arrumado, quando alguma coisa cair do escorredor de louça significava que era para secar e guardar o que estava na pia, quem ficasse por último tiraria a mesa e por aí vai... São por essas e outras razões que ela é uma das razões da minha vida e eu digo orgulhosa:
Minha mãe é pãe!!!
Feliz dia dos pais mãe!!!

Beijooos
Ótimo fds a todos!
Júlia Rossi

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Eu quero ser professora!

           Se em vários momentos da minha vida eu tive dúvidas sobre o que fazer, depois desse dia tudo ficou muito claro para mim e eu simplesmente me apaixonei ainda mais pela educação. E foi por essa razão que eu decidi abandonar a vontade de cursar Contabilidade, de largar o salário tentador que essa profissão iria me proporcionar... Esse dia foi muito especial para mim, eu conversei com os alunos, contei a minha história, dei livros de presente, ri muito, eu estava desesperada, mas a reação deles foi extremamente melhor do que eu imaginava, alguns entraram no personagem e me ajudaram e eu sou totalmente grata a equipe da Escola Sueli Nogueira por ter me proporcionado uma tarde tão gostosa ao lado de pessoas maravilhosas.  Eu  estou começando o curso de pedagogia, depois quero fazer uma especialização e  estou contando os segundos para entrar em uma sala para dar aula.Quando as pessoa perguntam para mim sobre o que eu pretendo fazer, eu respondo  muuuuito orgulhosa:

Eu quero ser professora!!!

Beijoos
Um ótimo fds!
Júlia Rossi

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Eu nasci para...

  Eu me perguntava tanto isso... Eu nasci pra que? Porque? Com qual objetivo? O tempo passa e agente sempre acaba sabendo o porquê de estarmos aqui nesse mundo doido. Eu nasci para escrever, para dar carinho, para abraçar, para rir de nada, para me irritar pelo mesmo motivo (nada), para chorar (e como chorar), para fazer valer a pena cada minuto. Nasci para gostar de crianças, para carregar no colo, ter paciência com elas, para admirar a sede de viver e a ingenuidade de cada uma. Nasci para imaginar coisas que nunca vão acontecer, para acreditar em contos de fadas, para ser menina com personalidade de mulher. Eu nasci para Amar, para surpreender, nasci para fazer bem aos outros, nasci simplesmente para viver...
Um beijooooo
Júlia Rossi

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Vida de casal!

  Quando eu era solteira, ouvia coisas horríveis sobre casamento. Uns diziam que não ia ser como antes, outros que depois que se casam, os homens mudam, uma pessoa chegou a dizer para mim que, se ainda vivíamos bem, era porque não tínhamos filhos... Aff... Hoje quero acabar com os mitos idiotas a respeito disso. É a mesma coisa! A gente amadurece muito, curte cada minuto, beija mais, conversa mais, passeamos muito... É um namoro onde você não precisa se preocupar em ir embora, tem espaço. privacidade, companheirismo, a gente aprende a ser alguém para outra pessoa, a pensar mais no outro, a sempre querer agradar e mimar. O Pedro é tudo isso para mim, é maravilhoso olhar nos olhos e saber que é meu, abraçar, beijar, sentir o perfume... É a minha vida! Te Amoo Amor!!!
Beijoos
Júlia Rossi

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Tem dias que eu quero sumir...

   Estou meio sem criatividade esses tempos, um pouco cansada da rotina... Não aguento mais!!! Faça! Faça! Faça! Faça! Fe? Fe? Fez? Fez? Vou deixar uma letra de música que eu amei, e prometo voltar com novidades!!!

No caminho da sorte, a alma perdi
Dei um beijo na morte e sobrevivi
Mas perdi o meu medo,
A viver aprendi
Fiz do mundo o meu palco, do sol minha luz
Pra fazer meu circo usei minha cruz
De um pedaço do céu, fiz as lonas azuis.
Do céu eu fiz as lonas azuis
Do céu eu fiz as lonas azuis.
Aprendi que nem sempre é feliz quem procura
Que a vida mais fácil também é a mais dura
Que a estrada mais curta é também mais escura.
Aprendi na descida, mais forças ganhar
Pra chegar na subida e não desanimar
Sou da vida um artista, ganhei meu lugar...
 (Lonas Azuis, Raul Gil)

Beijoos,
Júlia Rossi

segunda-feira, 2 de julho de 2012

5,4,3,2,1... 1.8

     "Eu quero ter 18 anos!" Parece clichê de menina, mas essa frase não saía da minha boca até meia noite de sábado, quando acordei com a minha mãe me desejando os parabéns por mensagem e vi 00:08, 1° de julho!!! Eu ri sozinha, olhei pro Pedro ainda acordada e fiz um gesto com as mãos que nem aqueles que fazemos quando vencemos uma batalha!!! Não sei porque, mas, pra mim foi muito importante, não interessa se a minha vida continuou a mesma e blá blá blá...  Para mim teve um significado mais que especial! Porque? Não sei! O que importa é que teve e que foi um fim de semana maravilhoso. Agora minha meta é chegar aos 20! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Um beijãoooo, agora com 18!
Júlia Rossi

terça-feira, 19 de junho de 2012

Como o tempo passa...

            As vezes eu clico em: NOVA POSTAGEM! A página abre e eu fico um bom tempo olhando sem saber o que escrever. Hoje eu tava revirando umas agendas velhas, muitas eu joguei fora, mas, a de 2010... Não sei porque, não consigo me desfazer dela. Aconteceram tantas coisas comigo, foi um ano bom pra mim, eu tive um tempo pra ser adolescente pois foi o ano em que eu conheci a Jayne, nós falávamos besteira, comíamos e morríamos por um homem mais velho, a gente dizia: "Eu odeio muleque, eles só sabem perguntar: O que cê curte?" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Foi também o ano em que eu me dei conta de que a vida tava correndo, eu vi meus irmãos grandes, minha mãe mais velha, me vi quase no último ano de escola desesperada para prestar vestibular, eu saí muito nesse ano, fui pra festas, pro hopi hari, gastei como uma louca, perdi 10kg que estavam em lugares errados, comecei a escrever Ele(a) tem que ceder!, foi também nesse ano que eu conheci o Pedro e descobri verdadeiramente como é maravilhoso se apaixonar, depois que ele surgiu eu mudei muito, amadureci ainda mais, evoluí, era o passo que faltava para eu me tornar "mulher", e eu tenho provas vivas e concretas para contarem como uma menina doida da cebeça desapereceu em meses... Mas hoje eu me considero alguém melhor, acredito que sofro um pouco menos do que antigamente, embora, ainda exista uma menininha lá no fundo.... O melhor de tudo isso, é que eu Amo olhar para trás e ver como eu não mudaria "quase" nada, pois há certos pontos a serem colocados que sempre deixamos para trás. Na próxima postagem falo um pouco mais sobre o meu Amooor! Como tudo começou e blá blá blá....
Um Beijãoooo
Júlia Rossi

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Conto de fadas do século XXI!!!

          Eu amo Luis Fernando Veríssimo, as crônicas dele são geniais!!! Segue abaixo uma nova realidade:
           Era uma vez, numa terra muito distante uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago de seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã. Então a rã pulou no seu colo e disse:
- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bom. Uma bruxa má lançou-me um encanto e transformou-me nessa rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo e poderemos casar e constituir um lar feliz em teu lindo castelo. A minha mãe pode vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre!
Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava:
“NEM FUDENDO”

  
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Só assim prá rir numa segundona dessa...
Beijoos
Júlia Rossi

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Texto de Caio Fernando Abreu!

"Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções. Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero doces, quero música, vento, cheiros, quero parar de me doar e começar a receber. Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. Comigo são sempre vírgulas, aspas, reticências. Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos. E vou dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros tem para me dar."

 
Simplesmente lindoo!
Um ótimo fim de semana!
Júlia Rossi

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Macarrão de quinta-feira!





    Essa é uma das lembranças mais vivas que tenho dos meus avós, o famoso macarrão de quinta-feira! kkkkkkkkkk  Meu avô me buscava na escola, alugávamos uma fita de vídeo ( DVD era muito caro na época), chegávamos, e ali estava a macorronada que só minha avó sabia fazer, nunca encontrei nada igual, tinha alguma coisa diferente naquele prato. Somos descendentes de italiano, massa era algo que não podia faltar na mesa! Saber que fazem quase 9 anos que não provo desse gostinho bom, e vai saber se vou poder provar novamente...
Um beijo, quero ir embora, estou famintaa! :-*
Júlia Rossi

sábado, 2 de junho de 2012

O que você vai ser quando crescer?

  Meu pai era político, eu passei parte da infância frequentando câmaras municipais, torcendo para algo que eu nem fazia ideia sobre o que era, ele dizia que eu "levava jeito prá coisa", achava que eu falava muito bem e blá blá blá. Mas, os assuntos políticos nunca me interessavam embora eu achasse o máximo a ideia de trabalhar linda e de salto alto. O que sempre chamou minha atenção, foram as áreas infantis, eu sempre gostei de criança, independente da idade, eu amo ver o jeito, a ingenuidade, a sede de viver e a inocência que cada uma delas tem. Eu já quis ser pediatra, artesã, assistente social, empresária, fisioterapeuta, professora, contadora... Ainda hoje eu fico martelando entre Português e Matemática! Ciências Contábeis ou Língua Portuguesa?????
Affff... Odeio escolher quando sei que vou decepcionar alguém ou fazer alguma errada. As vezes essa história de pensar no futuro cansa viu.
Ótimo sábado!!!
Julia Rossi

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Contagem regressiva!

   Hoje faltam 30 dias para eu fazer 18! EEEEEEEEEEEEEEE .... Bem, quero ver se consigo postar nesse mês de junho coisas que marcaram a minha vida. Comidas, roupas, festas de aniversários, perguntas doidas, sonhos... Cada dia quero falar um pouquinho mais de mim. Sobre o que eu quero, ou queria. O que eu tinha, e o que eu tenho hoje. Mas, principalmente, quero relembrar da infância e da pré-adolescência para ver como foi a evolução e rir muuito!
Beijão e boa sexta! Amanhã começamos!
Júlia Rossi

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Estou de volta!!!

Eeeeeeeee! Embora eu ame essa história de ficar em casa, gosto de voltar. Na minha mesa tem recados, alterações, lugares para ir, lembretes... Estou me sentindo cansada ainda, da uma vontade doida de não fazer nada, mas, bola pra frente, uhuu e vamos nessa, é gostoso saber que as pessoas perguntam sobre mim e que sentem minha falta. Principalmente quando se trata de trabalaho.  Esses dias em que fiquei internada, aprendi a dar ainda mais valor em tudo, aprendi que eu realmente não consigo fazer nada com a mão esquerda kkkkkk, e que eu realmente detesto sopa, aprendi que a saúde é a melhor benção recebida, vi de verdade as pessoas que se importam comigo, acho que sem elas eu não teria dado conta de ter ficado no hospital, eu sou grata a todos, pelo meu marido, minha mãe, minha irmã, minha sogra e cunhada, pela Jú, pela Cá, pelo meu patrão, kkkkkkkkk. Por todos que me deram força!  Obrigadaa!!!
Um beijo, boa quinta - feira, essa semana para mim será mais curta. *-*
Júlia Rossi

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Meu eu poeta...

O poeta que há em mim se esconde atrás da face tímida.
     Desfruta dos meus sonhos. Ri dos meus sentimentos. Acha graça dos meus problemas. Me elogia quando eu erro, ele acha que meus erros me farão perseverar.
     Não dá tanta importância quando eu acerto, mas, nunca deixa de dizer que eu posso ser ainda melhor que aquilo. Ele encara meus olhos e viaja num mundo claro e infantil. Encontra meus pensamentos e pela primeira vez se sente perdido.
     Afinal após certo tempo descobre-se que quando somos poetas estamos sendo apenas nós, aliás, nem os melhores deles são capazes de decifrar...
     As lendas que cercam o meu Eu!
     Meu interior!
     Minha própria vida...
    Um beijooo.
    Júlia Rossi

quarta-feira, 23 de maio de 2012

O Velho...

             De uns tempos para cá estava tentando descobrir o que seria realmente a vida. Decidi que procuraria as pessoas mais decentes para que pudessem responder minha pergunta de forma satisfatória..
Conversei primeiro com um cientista, ele me dissera que conforme a lei da ciência ensinara, éramos descendentes de macacos e evoluímos conforme o passar dos anos. Eu agradeci pela resposta e fui à procura da próxima.
            Entrei em um templo religioso e conversei com o sacerdote. Ele explicou que conforme o livro sagrado, Deus havia criado o mundo em sete dias, o casal que ele havia posto no paraíso cometeu um erro, eles foram expulsos e a partir daí a vida se iniciou. Novamente agradeci e me retirei.
Poucos passos depois, passei pelos portões de uma escola, entrei e me dirigi a sala dos responsáveis. O pedagogo me recebeu de braços abertos e me tratou muito bem. Refiz minha pergunta, ele me analisou e respondeu que a vida é feita de momentos e que nós temos que aproveitar cada segundo dela. Eu sorri, era uma das respostas mais convincentes até o memento, mas, ainda não havia saciado minha dúvida.
Caminhei devagar, o Sol da tarde irritava meus olhos, coloquei as mãos nos bolsos e sentei-me num banco de tijolos improvisado. Um senhor se aproximou, sorriu para mim, segurou a bengala e ficou em silêncio por alguns minutos.
- Não teve sucesso hoje não é filho? – ele perguntou com a voz rouca e baixa.
Eu o olhei um pouco desapontado. Ele me encarou uma vez com os olhos cansados e disse:
- Nossa vida é como um livro sabe? O abrimos, erramos, acertamos nos arrependemos no decorrer das páginas e deixaremos nossa marca conforme for a nossa história. – ele continuou me olhando. – Importante para uns, sem valor para outros... – ele respirou fundo. – Alguém sempre vai querer ler a sua história. Da mesma forma que muitos vão ignorá-la e farão pouco caso dela. – após isso ele fez silêncio.
Eu sorri de uma forma simpática e gentil. Refleti por um minuto.
“A vida é o único livro onde não se pode haver rascunhos...”
                                                                                                                         Júlia Rossi

Fica dica a todos!
Ótimo fim de tarde a todos!
Júlia Rossi

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Dando valor nas melhores coisas..

     Passamos um fim de semana maravilhoso! Meu lindo comemorou mais um ano de vida (com direito a bolo e parabéns rsrsrs), fomos ver minha sogra, eu e minha cunhada quase queimamos a costela que estava no fogo, passamos o domingo de dias mães no sítio, comemos muuuito, conversamos a beça, rimos ainda mais, pescamos, o rio levou nossa coca-cola embora kkkkkk.... Estou plenamente satisfeita, feliz, me senti a mulher mais linda do mundo esse fim de semana, foi maravilhoso passar mais um ano com o Pedro e saber que muitos virão se Deus quiser, são em momentos assim que eu acabo caindo na real, o dinheiro não tem valor, o carro também não, se não tiver uma pitada de sentimento e felicidade tudo vira em nada, são em momentos como esses que eu aprendo a valorizar o que tenho, e que tomo ainda mais coragem de lutar por ainda mais.
Boa segunda-feira a todos.
Júlia Rossi

sexta-feira, 11 de maio de 2012

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Meu Amor..

      Prá falar de amor de verdade, vou começar pela melhor metade, e te mostrar tudo de bom que tenho, e se for preciso eu desenho, que eu Amo Você, que eu quero você...
      A outra metade é defeito, você vai saber de qualquer jeito, anjo ou animal, suave ou fatal; o que um grande amor se espera, é que tenha fogo,que domine o pensamento e traga sentido novo...
      Que tenha paixão, desejo, abraço e beijo, que seja a melhor sensação; que preencha a vida vazia, mande embora a agonia, e que traga paz pro coração... Preencha a vida vazia, manda embora a agonia,e que é dono do meu coração, é você... Eu te Amo meu Amor!!!
Um beijoo a todos!
Júlia Rossi



(Duas metades, Jorge e Mateus)

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Família, família, nunca perde essa mania....

         Eu sempre quis ser filha única, desde que me entendo por gente. Queria minha mãe só para mim, as coisas só para mim e mais que tudo o quarto só meu. Minha mãe teve quatro filhos, e eu sou a mais velha, quando éramos pequenos brigávamos bastante, principalmente eu e o Rafa que atualmente tem 13 anos, eu achava ele um mala, ele mexia nas minhas coisas, rabiscava meus cadernos e sempre arrumava um jeito de me provocar. O Dani sempre foi muito calmo, era o meu xodó, eu amava ver como ele parecia comigo pois era clarinho e loiro enquanto o Rafa e a Lu eram moreninhos. kkkkkkkkk Falando da Luiza... Eu queria matar a Luiza, nós éramos (e somos) muito diferentes, ela era bagunceira, largava a cama desarrumada, usava meus perfumes, minhas roupas, ela mexia em tudo. mas a Lu é tudo para mim, todos eles são, mas, por ela eu tenho um carinho especial, eu quero que ela estude, consiga um bom emprego, se realize e tenha tudo o que sempre sonhou, quero que ela seja feliz... Ela é linda, inteligente, responsável (quando quer), continua muito bagunceira mas são detalhes, ela me ajuda quando precisa, me ouve e nunca fala nada para ninguém, é uma malinha, mas definitivamente ela é tudo para mim. Não só eu, o Pedro também gosta muito dela, ela é uma graça embora seja chata e tenha um ego gigantesco. kkkkkkkkkkkkk Embora eu queira apenas um filho (quando eu for mãe) acho linda essa amizade e carinho que há entre irmãos, é um laço para a vida inteira, eles são nossos primeiros amigos...
Um beijão Luuuu!!! Te Amo lindaaa!
Júlia Rossi

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Saudade de tempos que não voltam...

              " Se lembra quando a gente, chegou um dia a acreditar, que tudo era prá sempre, sem saber que o prá sempre, sempre acaba..." No embalo de Cássia Eller eu começo a postagem de hoje! Eu costumo dizer que não gosto de ficar olhando para trás, mas, hoje eu estava revirando o baú de memórias, trazendo recordações que estão tão vivas quanto eu no momento. Deu aquela saudade do tempo de 8ª série onde o meu maior plano era terminar o terceiro ano e ir embora. kkkkkkkkkkk Engano meu! E que engano! É tão incrível como somos confiantes quando somos pequenos não é? Tudo aparenta ser fácil, dinheiro parece render e blá blá blá. Hoje eu estava ouvindo umas músicas desse tempo e meu Deus, não parece mas eu tenho história para contar. Jantas que fazíamos com o "nosso" grupinho, o intervalo da escola atrás da escadinha que julgávamos um lugar nosso, a aula de Educação Física que nunca servia para nada pois só falávamos bobeira em cinquenta minutos, a choradeira que foi o último amigo secreto... Realmente são coisas que não voltam! Hoje em dia de olhar o que deu no povo desse tempo... Vários começaram a faculdade, outros um curso técnico, alguns pararam por ali, outras já são mães tão jovens, uns casaram, uns se perderam... O melhor é saber que eu não mudaria nada, faria tudo da mesma forma!
Beijão a todos, ótimo fds! Acho que não vou aparecer por aqui.
Júlia Rossi

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Eu quero!

   Bom dia cidadãos! Depois de um feriado (que pra mim não foi prolongado), e com um frio desse aqui estou eu! No final do ano passado no amigo secreto que fizemos aqui com o povo do escritório, eu ganhei o quarto livro da série Clube das Mulheres contra o crime, James Patterson. E o João (meu patrão) escolheu muito bem o presente por que eu amei. Geralemnte eu acordo querendo tudo, as vezes as vontades são ilimitadas, mas, hoje eu estou "loquiando" por causa disso...




AAAAAAAAAAiiiiiiiiiiiiii! Eu quero! Eu quero! Eu quero!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Cinco minutos de loucura diária! Fico por aqui!
Um beijo
Júlia Rossi

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Friozinhoo!!!



 Um amigo meu ontem soltou uma que eu me acabei de tanto rir: " Aff, inverno é bulling prá solteiro!". kkkkkkkkkkkkk
Mas na minha opinião é a melhor época do ano! As roupas são lindas, ficamos mais bonitas, há vários acessórios como cachecóis, lenços, gorros... Eu Amooo! Fora que não tem coisa melhor que dormir colado, com o namorado, marido e etc. Eu recomendo até uma cama de solteiro, nada melhor que calor humano concordam? rsrsrsrsrsrsrsrsrs
Beijos e muito chocolate quente prá todos!
Júlia Rossi


quinta-feira, 12 de abril de 2012

Tem dias...

      Como esse por exemplo, que eu acho que não vou dar conta de nada! Eu vejo tudo fora do lugar, não sei por onde começar e o que fazer! Tem que levar tal coisa em um lugar, ligar para não sei quem, quebrar o galho para outro, ir no correio antes do almoço, lembrar de tudo!!! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!! Eu precisava gritar!
Eu sei que ainda é quinta e acho que hoje eu terei serão no escritório... Ai quanta coisa para fazer! :s
Beijos
Júlia Rossi

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Dando adeus as redes sociais...

     Claro, todo mundo sabe hoje que internet é uma loucura, se comunicamos sem precisar sair do lugar, nos divertimos e acaba até virando vício, eu não tão assim, faz falta, claro, mas eu vivo bem sem ela. Nesse fim de semana de Páscoa, dei adeus as redes sociais, tanto eu, como o Pedro. Abandonei o facebook, orkut e blá blá blá, decidi ficar apenas com o email que uso também para trabalho e com o blog, onde vou poder estar mais presente. Com esse tempinho que sobrou sem visitar e fuçar a vida alheia pela tela recomecei a escrever, á aqueles que já conhecem a vida dos meus personagens me aguardem, a continuação de Ele(a) tem que ceder! vai ser demais, e dessa vez, Lisie vai ter uma surpresa pois, a família vai aumentar... kkkkkkkkkkkkkkk Fiquem curiosos!!!
Beijos
Júlia Rossi

quarta-feira, 21 de março de 2012

Quero sábados eternoos!!!

              Que atire a primeira pedra quem nunca ao menos uma vez pensou nisso! Ai... Eu queria que os dias da semana passassem rápido como fim dela. O sábado é o melhor dia de todos para mim, fico em casa, saio a noite, o telefone não toca mil vezes ao dia, eu posso usar short, mini blusa e rasteirinha, posso passar o diade pijama, comer bobagens a quealquer hora, ficar com o Pedro o dia inteiro, ver televisão, não fazer nadaa! Ai....Mas daí quando eu me ligo é 17:00 horas e já acabou, aí é domingo, tem feira, almoço, um sono depois, a tarde passa, chega a noite, banho e cama. Porque???? Amanhã é segunda!!!! kkkkkkkkkkkkkk
Beijos a todos!
Júlia Rossi

 

quinta-feira, 8 de março de 2012

"Deu uma engordadinha de novo Jú..."

       Se fosse pra eu escolher uma das coisas mais desagradáveis de se ouvir, seria isso. Eita comentário chato, principalmente prá mim que sou neurótica quando o assunto é peso, perdi as contas de quantas vezes subi na balança para ver com quantos quilos estava depois que ouvi isso. Quando você já foi gorda e consegue emagrecer como eu emagreci, acho que fica até com um certo receio de tudo, medo de engordar, medo de comer isso e aquilo, e você tem que aprender a lidar com isso, a controlar o que come e evitar besteira, oque na minha opinião é pior do que emagrecer em si.
    Preciso ir, tenho serviço para fazer!
    Beijoos
    Júlia Rossi

segunda-feira, 5 de março de 2012

sexta-feira, 2 de março de 2012

Eu queria...

Ter sido mais normal.
Ter namorado escondido.
Ter tido pai.
Ter brigado mais com meus irmãos por quase nada.

Ter sido criança.
Ter brincado mais de boneca.
Ter sido inocente por mais tempo.
Ter tido mais colo quando precisei.
Ter pensamentos normais.
Ter saído mais a noite.
Ter usado mais rosa.
Ter dito mais bobagens.
Ter dado mais risada.
Ter ouvido por aqui e soltado por lá.
Ter visto mais desenho.
Ter demorado mais tempo para se arrumar.
Ter dado mais tempo para mim.
Ter pensado mais em mim e me esquecer de todo mundo.
Ter dado "menos bola" para o que os outros diziam.
Mas eu acredito que se tudo tivesse sido como eu queria... Eu não seria a mulher que eu sou hoje!!!

Beijoos cheio de querer para todo mundo.
Júlia Rossi

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Planos, planos, planos e planos!!!

      Eita, eles são tantos que eu mal sei por onde começar. Lançar mais um livro, cursar faculdade, terminar logo a faculdade, fazer 18 anos de uma vez, viajar para vários lugares com meu Amor, curtir cada segundo com o Pedro, reformar nossa casa, trocar nosso carro, ver a Molly grande pois não aguento mais ela comendo as paredes, me realizar profissionalmente... Meu Deus é muuuuuita coisa! Mas eu sei que vou conseguir, sei que o tempo vai fazer a parte dele e que tudo vai se resolver e acontecer conforme tem que ser. As vezes eu acho que de tanto ser teimosa e querer que as coisas saiam do meu jeito, acabo sempre estragando tudo querendo colocar a "carroça na frente dos bois", mas, eu tenho certeza que não sou nem a primeira nem a última Mulher que vai fazer isso. Bendito sexo feminino que tudo quer e tudo precisa ser na hora! Bendita paciência! (que falta um pouco para mim pois eu sempre quero tudo na hora). Bendito tempo que sempre ensina que é ele quem manda em tudoo!
Beijoos pacientes a todos.
Júlia Rossi

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Bateu Saudade...

       Ganhei mais três dias de folga depois do feriado de carnaval e adoreei. Chegamos de viagem, o Pedro precisou voltar ao trabalho e eu fiquei em casa. Ai, me bateu uma saudade do tempo que eu ficava só em casa e cuidava de tudo, que esperava o Pedro chegar e depois passava o resto da noite com ele. Mas, é melhor eu voltar para a realidade por que segunda-feira eu já tenho que estar no pique da correria de novo.
Uma boa sexta-feira a todos, eu já vou indo curtir um pouco mais a minha casa enquanto ainda da tempo.
Beijooos
Júlia Rossi

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Enfim Sossegoo!!!

    Eu amo meu trabalho! Mas não vou negar que vou adorar ficar essa semana parada. Quero passear muuuito, curtir a praia, o Sol, ficar um pouco só com o Pedro, tirar fotos e voltar só na próxima semana para o escritório! Enfim um pouco de sossego e paz para minha cabeça, penso até em desligar o celular para não receber ligação de cliente, a parte ruim de trabalhar com gente é que tem que ter uma "paciência de jó". Mas isso já são outros papos. Um bom carnaval prá todos!!!
Beijoosss
Júlia Rossi

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Tudo começa se ajeitar devagar!

           Deitei ontem naquele calor terrível e comecei a pensar, as coisas realmente se ajeitam devagar. O meu salário subiu, eu e Pedro estamos maravilhosamente beem Graças a Deus, meus cachorros melhoraram, já estão bagunçando e quebrando tudo de novo, vamos viajar no carnaval... Eu sinto que esse ano vai ser melhor que o passado, que, sinceramente foi beem complicado! Mas eu acho que são os mínimos detalhes que deixam as coisas melhores. Olhar para o Pedro de manhã e ver ele sorrindo para mim já é um ganho enorme, sair na porta e ver tres belezinhas me olhando e pulando de tanta felicidade, apenas por olhar para mim, nada mais que isso! São em pequenas coisas que vemos como somos sortudos e premiados e como Deus é maravilhoso com cada um de nós.
Um beijãooo e uma ótima quinta a todos!
Júlia Rossi

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Molly e nós!!!

              Eu sempre quis ter um cachorro, minha mãe nunca havia gostado da ideia, dizia que dava trabalho demais e ela era suspeita pois nunca gostou de animais. Quando começamos a namorar Pedro tinha um pastor que na época era filhote ainda, me apaixonei pelos olhinhos castanhos dela logo no primeiro momento, e ela está conosco até hoje. Mas, estou falando da Molly hoje. Ganhamos ela da diretora do Pedro, logo que  chegamos na casa ela já se aproximou num desespero todo, pulando e querendo brincar . Molly é uma mistura das raças perdigueiro e weimaraner, o que deu? Uma versão do Marlley fêmea e preta, um furacão que come e destrói tudo o que ve pela frente! Eu e meu marido estamos sentindo na pele tudo o que o John (do filme Marlley e Eu) sentia. Mas olhem se não é de se apaixonar!


Grande abraço e muuito calor!
Júlia Rossi

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Festaaaaa!

Ai se eu tepego! kkkkk Foi nesse embalo que passamos o fim de semana. A festa para comemorar os 90 anos da cidade trouxe vários cantores ótimos e Lindoos, incluindo o belezinha do Michel Teló. Embora os melhores shows tenham ocorrido em dias errados como quinta e domingo, mas isso são apenas detalhes, olha as fotos e digam prá mim qual camarote mostra essas vizões previlegiadas! kkkkkkkkkk





Nenhum camarote!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Beijoss
Júlia Rossi

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Pondo as coisas em dia...

Nossa quanto tempo não passo por aqui... Estava sentindo saudade de desabar a escrever sem ter reclamações! kkkkkkkkkkk Tenho tanta coisa para contar, realmente por as coisas em dia, então, vou tentar fazer isso da melhor maneira, um post de cada vez, cada coisa em seu lugar. Agora preciso ir, tenho muito serviço pra fazer e pouca coragem. Eita sexta-feira brava!!!
Beijooss
Juuh